Chá de bebê, convite criativo.

por Graci Campos

A Isabela vem chegando e como todo bebê que é bem-vindo, será recebida com muita alegria a sua volta.Detalhes, caprichos, pequenos planos trazem para esta espera mais prazer e intensidade. Nada melhor do que dividir estes momentos com seus amigos e ainda proporcionar a eles a possibilidade de participarem de um momento tão especial. É assim que acontece um chá de bebê.

A mãe da Isabela, coloca a mão na barriga e a olha com ternura, vira para o lado e diz: precisamos mandar o convite do chá de bebê. Geralmente este momento é planejado por alguém querido e intimo da família, para facilitar as coisas para a mamãe que já tem trabalho suficiente ao carregar um bebê consigo.  O convite, como tem sido feito pelas mulheres mais modernas, vai por  e-mail, uma imagem personalizada é encaminhada pela própria mãe. Se ela quiser, pode adicionar a imagem do convite, um texto curto e pessoal. Os convidados tem a facilidade de abrir a mensagem e já encontrar a imagem do caprichado convite e sentir-se privilegiado por estar na lista. Mães ainda mais antenadas na web, tem reforçado o convite via redes sociais, adicionando a imagem no mural dos convidados, ou criando um evento no Facebook, porém é preciso tomar o cuidado de deixar visível só para os convidados, e não deixar nenhum “descurtir” estragar a festa antes da hora.

Apesar de toda esta modernidade e comunicação personalizada, a mãe da Isabela, assim como a mãe do Nícolas e outras tantas, não dispensam o convite físico,ele ainda é essencial. Será entregue em mãos para os mais íntimos e aqueles que ela encontra com facilidade. Este causa outro tipo de sensação, diferente dos eletrônicos. Ele ainda carrega a sensação do palpável e do real. No caso deste convite criado por mim, ele traz o cheiro do  título “CHÁ de bebê”.  O saquinho de chá vem dentro do convite e o próprio cordão do chá se transforma em um adorno ao impresso. Ele relembra o encontro entre mulheres em volta de xícaras de aroma característico, que as acompanha desde as brincadeiras de criança, ao redor das loucinhas de brinquedo.